Arquivo para fevereiro, 2014

Ava Gardner 1942

Posted in atrizes de Hollywood with tags , , , , , , , , on 25/02/2014 by ilustratordesign

Ava Gardner, 1942 red modified
Ava Lavinia Gardner ( 24 de dezembro de 1922 – 25 de janeiro de 1990) foi uma atriz americana. Ela assinou um contrato pela MGM Studios em 1941 e apareceu principalmente em pequenos papéis até que chamou a atenção com sua atuação em The Killers (1946) . Tornou-se uma das principais atrizes de Hollywood e foi considerada uma das mulheres mais belas de seu tempo . Foi indicada para o Oscar de Melhor Atriz por seu trabalho em Mogambo (1953). Apareceu em vários filmes de alto perfil a partir da década de 1950 a 1970, incluindo The Hucksters  (1947), Show Boat (1951), The Snows of Kilimanjaro (1952) , The Barefoot Contessa  (1954) , Bhowani Junction ( 1956) , On the Beach (1959), Seven Days in May  ( 1964) , The Night of the Iguana (1964) , The Life and Times of  Judge Roy Bean (1972), Earthquake (1974), e The Cassandra Crossing ( 1976). Gardner continuou a atuar regularmente até 1986 , quatro anos antes de sua morte, em Londres , em 1990, com a idade de 67 . Foi listada entre as 25  maiores estrelas femininas do American Film Institute .

Anita Ekberg

Posted in atrizes de Hollywood, Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , , , , on 24/02/2014 by ilustratordesign

Anita Ekberg 1956 love modified
Kerstin Anita Marianne Ekberg (nome de batismo de Anita Ekberg), (Malmö, 29 de setembro de 1931) é uma atriz, miss, modelo e sexy symbol  sueca da década de 1960, assim conhecida após sua aparição no filme A Doce Vida, obra-prima do cineasta italiano Federico Fellini. Anita ficou famosa nos Estados Unidos após uma turnê feita com o comediante Bob Hope, em que substituiu Marilyn Monroe, doente, transmitida nacionalmente pela televisão. Na metade da década, ela começou a trabalhar para outros estúdios e foi contratada pela Paramount Pictures para trabalhar com Jerry Lewis e Dean Martin em Artistas e Modelos (1955) e Ou Vai Ou Racha que lhe deram grande projeção popular. No mesmo ano, ela foi para a Europa filmar com o diretor King Vidor, na versão de Guerra e Paz, em que fez o segundo papel feminino depois de Audrey Hepburn. Depois de alguns filmes menores até o fim da década, ela finalmente teve a chance de fazer o filme que a tornaria um ícone, quando foi convidada por Federico Fellini para viver Sylvia, famosa atriz sueco-americana em A Doce Vida. O filme foi um grande sucesso de público e crítica e sua cena noturna na Fontana di Trevi, banhando-se num vestido de noite negro, tornou-se um dos mais icônicos momentos da história do cinema.

Brigitte Bardot

Posted in Ator Europeu, Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , , on 22/02/2014 by ilustratordesign

brigitte-bardot-1954 lilas
Brigitte Anne-Marie Bardot, Paris, 28 de Setembro de 1934, é uma atriz e cantora francesa. Conhecida mundialmente por suas iniciais, BB, é considerada o grande símbolo sexual dos anos 1960. Tornou-se ativista dos direitos animais, após se retirar do mundo do entretenimento e se afastar da vida pública.
Em 1962, filmou com Louis Malle e Marcello Mastroianni Vida Privada, um filme quase autobiográfico sobre uma celebridade do cinema sem vida pessoal, graças a perseguição constante da imprensa. Pouco depois deste filme, BB retirou-se da vida agitada das metrópoles europeias para uma vida de semi-reclusão, mudando-se para uma mansão  em Saint Tropez, no sudoeste da França. Em 1963 estrelou o aclamado filme de Jean-Luc Godard, O Desprezo, e pelo resto da década, seu mito de ícone sexual foi alimentado por filmes como Histórias Extraordinárias, com Alain Delon, Viva Maria, com Jeanne Moreau e As Noviças, com Annie Girardot, entre outros, além de vários musicais de televisão e gravações de discos produzidos por Serge Gainsbourg. Em 1973, pouco antes de completar quarenta anos, Brigitte anunciou que estava encerrando sua carreira. Após mais de cinquenta filmes e de gravar dezenas de discos, ela recolheu-se a La Madrague definitivamente, escolheu usar a fama pessoal para defender os direitos animais e tornou-se vegetariana.

Sophia Loren

Posted in Ator Europeu, atrizes de Hollywood with tags , , , , , , , , , , on 22/02/2014 by ilustratordesign

sophia loren ruiva modified
Atriz italiana, nascida Sofia Villani Scicolone, em Roma, no dia 20 de setembro de 1934,  Sophia Loren é uma das mais importantes atrizes europeias, mundialmente conhecida. Descoberta em 1952 no set do filme Africa sotto i mari pelo produtor de cinema Carlo Ponti, que posteriormente viria a se tornar seu marido, tornou-se um modelo de beleza e sensualidade. Trabalhou com grandes diretores como Vittorio De Sica, Federico Fellini, Ettore Scola, Robert Altman e Lina Wertmüller.  Sua fama se consolidou após o ano de 1962, quando foi premiada com o Oscar de Melhor Atriz pelo filme La Ciociara (Duas mulheres).

Vivien Leigh

Posted in Ator Europeu with tags , , , , , , , , , , , on 20/02/2014 by ilustratordesign

a Vivien Leigh red modified
Vivien Leigh, Lady Olivier (Darjeeling, 5 de novembro de 1913 — Londres, 7 de julho de 1967) foi uma famosa atriz e lady inglesa nascida na Índia (quando este país ainda pertencia ao Império Britânico), considerada uma das mais belas e importantes personalidades do século XX, presente na lista feita pelo Instituto Americano de Cinema das 50 maiores lendas do cinema. Apesar de suas aparições no cinema terem sido relativamente poucas, Viv venceu o Oscar de melhor atriz duas vezes. A primeira vez foi interpretando Scarlett O’Hara em …E o Vento Levou (1939), e a segunda foi interpretando Blanche DuBois em Uma Rua Chamada Pecado (1951) (a mesma personagem que ela interpretara nos palcos da West End, em Londres). Viv frequentemente fazia colaborações com seu marido, o também ator, e diretor Laurence Olivier. Durante mais de trinta anos como atriz de teatro, ela se mostrou bastante versátil, interpretando desde heroínas das comédias de Noel Coward e George Bernard Shaw às personagens dos dramas clássicos de Shakespeare. Aclamada por sua beleza e talento, Vivien foi uma atriz de cinema e teatro exaltada e celebrada. Afetada por um distúrbio bipolar durante a maior parte de sua vida adulta, o humor de Viv era quase sempre não-entendido pelos diretores, e ela ganhou a reputação de ser uma atriz difícil. Diagnosticada com tuberculose crônica na metade da década de 1940, Viv se tornou uma pessoa enfraquecida a partir de então. Ela e Laurence Olivier se divorciaram em 1960; a partir daí, a atriz continuou a trabalhar esporadicamente no cinema e no teatro até sua morte súbita por tuberculose.

VISIT ALSO THE BLOG: atrizesvintage@blogspot.com

Elke Sommer

Posted in atrizes de Hollywood, Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , on 14/02/2014 by ilustratordesign

a Elke Sommer modified
Elke Sommer, nome artístico de Elke Schletz, 5 de novembro de 1940, é uma atriz alemã. Entre seus filmes mais conhecidos estão: The Prize (1963), com Paul NewmanA Shot in the Dark (1964), com Peter Sellers; The Art of Love (1965), com James GarnerThe Money Trap (1965), com Glenn Ford e Rita Hayworth, entre vários outros.

Paulette Goddart in The Cat and the Canary

Posted in atrizes de Hollywood with tags , , , , , , , , on 13/02/2014 by ilustratordesign

a Paulette Goddart in The Cat and the Canary modified
Paulette Goddard, nome artístico de Pauline Marion Goddard Levy, (Nova Iorque, 3 de junho de 1910 — Ronco sopra Ascona, Suíça, 23 de abril de 1990) foi uma atriz americana, famosa por seus filmes para aParamount Pictures nos anos 40, e pelos seus casamentos com homens notáveis: Charles ChaplinBurgess Meredith e Erich Maria Remarque. Sua estréia nos palcos foi na revista de Ziegfeld “No Foolin”, em 1926, e desempenhou um pequeno papel em “Rio Rita”. No ano seguinte, fez sua estreia no palco atuando em “The Unconquerable Male”. Ela também mudou seu primeiro nome para Paulette, e adotou o nome de solteira de sua mãe (que também era o sobrenome do seu tio favorito Charles) como seu próprio sobrenome.  Paulette casou pela primeira vez aos 16 anos de idade, com o industrial do setor madeireiro Edward James. Em 1929, ainda casada, foi contratada por Hal Roach como extra. Em 1931, depois de se divorciar, foi para Hollywood. Participou do grupo “Goldwyn Girls”, nas comédias musicais de Eddie Cantor, produzidas por Samuel Goldwyn (ex-Samuel Goldfish, da Paramount); “The Kid from Spain”(O garoto da Espanha), “Roman Scandals” (Escândalos Romanos),“Kid Millions” (Cai, Cai, Balão).  Em 1932, Paulette conheceu Charles Chaplin, que a convidou para integrar o elenco de Modern Times(Tempos Modernos) (1936), filme que teve um grande sucesso na época. A sua carreira, contudo, não decolou devido aos comentários sobre seu relacionamento com Chaplin. Casaram-se secretamente nesse mesmo ano, acabando por se separar em 1940. Em 1944, Goddard casou com o ator Burgess Meredith, união que durou até 1949, e em 1958, com o escritor Erich Maria Remarque, autor de Sem Novidades no Front, ficando viúva em 1970. Após a morte de Remarque, com quem vivia longe do cinema nos arredores de Lugano, ao sul da Suíça, Paulette dedicou-se aos negócios com jóias. Ainda aceitou um papel, a de mãe de Claudia Cardinale em “Gli Indifferenti” (Os Indiferentes), filme italiano. Seu último filme, feito para televisão, foi “Snoop Sisters” (também conhecido como “Female Instinct”), para a Universal, em 1972.