Archive for the Atrizes Europeias Não de Hollywood Category

Jacqueline Bisset

Posted in atrizes de Hollywood, Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , , on 27/07/2014 by ilustratordesign

Jacqueline Bisset rose modified
Winnifred Jacqueline Fraser-Bisset (Surrey, 13 de setembro de 1944) é uma atriz britânica. Aos quinze anos, com a separação dos pais, optou por cuidar da mãe, uma advogada francesa que, acometida de esclerose múltipla, já não podia trabalhar. Nessa época, fez os primeiros cursos de interpretação e, graças a seus magnéticos olhos azuis, conseguia trabalhos como modelo fotográfico. Logo iniciou no cinema, primeiro em pequenos papéis, até que em 1967 foi convidada para trabalhar com Stanley Donen em Two for the Road e, no mesmo ano, em Casino Royale, ao lado de Peter Sellers, John Huston,Woody Allen e David Niven. Em 1968, Mia Farrow abandonou as filmagens de The Detective, e Jacky (como entrou nos créditos) ficou com o papel. Ainda em 68, trabalhou com Steve McQueen em Bullitt, um grande sucesso. Seu grande trabalho, no entanto, só viria em 1973, em A Noite Americana, de François Truffaut. Com esse filme, Jacky conquistaria o respeito do público e dos diretores europeus. Em 1979, o reconhecimento da crítica: foi indicada para o Globo de Ouro por Quem Está Matando os Grandes Chefes da Europa?. Em 1984, a segunda nomeação, desta vez por Under the Volcano, em que contracenou com Albert Finney. Em toda a sua carreira, Jacky trabalhou com diretores consagrados, como Truffaut, John Huston,George Cukor (Ricas e Famosas) e Roman Polanski. Mas ela também tem feito vários trabalhos para a televisão, principalmente a partir da década de 1990. Jacqueline é madrinha da actriz Angelina Jolie. Em 2014, ganhou o Globo de Ouro como melhor atriz coadjuvante, por seu papel em Dancing On The Edge. Esteve, pela primeira vez, em São Paulo, para a divulgação do longa Bem-Vindo a Nova York, em julho de 2014.

Virna Lisi

Posted in atrizes de Hollywood, Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , , , , , on 04/05/2014 by ilustratordesign

Virna Lisi when giovane
Nascida Virna Lisa Pieralisi, em Ancona, Marche, Itália, no dia 08 de Setembro de 1937, Virna Lisi é uma atriz vencedora do César. Nos anos 50, fez teatro. Durante os anos 60, fez comédias e também participou de produções na TV.  Em Hollywood, os produtores buscavam uma nova figura com o tipo de Marilyn Monroe e por isso ela acabou fazendo as comédias “How to Murder Your Wife” (1965) e “Not with My Wife, You Don’t!” (1966).  Chegou a ser chamada para fazer o papel de “Barbarella” (1968) mas não aceitou. Para apagar a imagem de mulher sedutora, Virna Lisi procurou por novos papéis, de mulher má ou amante mais velha. A partir daí, fez, entre outros filmes, “Casanova 70″ , “Le bambole” (1965),“Arabella” (1967) e “Le dolci signore” (1968). Pelo filme “La Reine Margot” (1994), Lisi ganhou os prêmios César e o de Cannes.  Em 2002, Lisi estrelou seu último filme “Il più bel giorno della mia vita”.

Virna Lisi

Posted in atrizes de Hollywood, Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , , , , on 30/04/2014 by ilustratordesign

Virna Lisi red modified modified
Nascida Virna Lisa Pieralisi, em Ancona, Marche, Itália, no dia 08 de Setembro de 1937, Virna Lisi é uma atriz vencedora do César. Nos anos 50, fez teatro. Durante os anos 60, fez comédias e também participou de produções na TV.  Em Hollywood, os produtores buscavam uma nova figura com o tipo de Marilyn Monroe e por isso ela acabou fazendo as comédias “How to Murder Your Wife” (1965) e “Not with My Wife, You Don’t!” (1966).  Chegou a ser chamada para fazer o papel de “Barbarella” (1968) mas não aceitou. Para apagar a imagem de mulher sedutora, Virna Lisi procurou por novos papéis, de mulher má ou amante mais velha. A partir daí, fez, entre outros filmes, “Casanova 70″ , “Le bambole” (1965),“Arabella” (1967) e “Le dolci signore” (1968). Pelo filme “La Reine Margot” (1994), Lisi ganhou os prêmios César e o de Cannes.  Em 2002, Lisi estrelou seu último filme “Il più bel giorno della mia vita”.

Maria de Medeiros

Posted in Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , , , , , , on 27/04/2014 by ilustratordesign

Maria de Medeiros red
Maria de Medeiros Esteves Victorino de Almeida nasceu em 19 de agosto de 1965, em Lisboa, Portugal. Filha do maestro António Vitorino de Almeida e de Maria Armanda de Saint-Maurice Ferreira Esteves, jornalista, tem uma irmã mais nova, a também atriz Inês de Medeiros. A avó materna, Odette de Saint-Maurice, era escritora juvenil e autora radiofônica. Passou a infância na Áustria, regressando a Portugal após o 25 de Abril de 1974. Em Lisboa, frequentou o Lyceé Français Charles Lepierre. Também em Paris, a atriz iniciou uma nunca terminada licenciatura em Filosofia, na Universidade de Sorbonne, frequentou a École Nationale Superieure des Arts et Techniques du Théatre e o Conservatoire National d’Art de Paris. Fluente em seis diomas, está radicada em Paris. Com a encenadora Brigitte Jacques — que a dirigiu em espetáculos como A Morte de Pompeu, de Pierre Corneille ou Elvire Jouvet 40, de Louis Jouvet — iniciou definitivamente a sua carreira como atriz, primeiro no teatro, depois no cinema. Contudo a sua estreia no cinema ocorreu durante a juventude, com a participação no filme Silvestre, do diretor João César Monteiro (1982). Henry e June (1990), de Philip Kaufman, onde contracenou com Fred Ward e Uma Thurman, e Pulp Fiction, de Quentin Tarantino (1994), no qual atuou ao lado de Bruce Willis, John Travolta e Samuel L. Jackson. É reconhecida como a mais internacional das atrizes portuguesas. Participou também de A Divina Comédia, de Manoel de Oliveira (1991), Huevos de Oro, de Bigas Lunas (1993), Três Irmãos, de Teresa Villaverde (1994) (que lhe valeu os prêmios de Melhor Atriz no Festival de Veneza e no Festival de Cancún), Adão e Eva, de Joaquim Leitão (1995) (Globo de Ouro como Melhor Atriz) e O Xangô de Baker Street, de Miguel Faria Jr. (2001).

Romy Schneider

Posted in Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , , , , on 23/04/2014 by ilustratordesign

Romy Schneider young modified
Nascida Rosemarie Magdelena Albach-Retty,  Romy Schneider foi uma atriz austríaca, nascida em Viena, no dia  23 de setembro de 1938 e falecida em Paris, no dia 26 de maio de 1982. Chegou a ser noiva do ator Alain Delon, mas casou-se, primeiramente, com  Harry Meyen e, depois, com Daniel Biasini. Atuou no cinema europeu, principalmente em filmes franceses. Romy trabalhou com os melhores diretores, como Claude Chabrol, Claude Sautet, Joseph Losey, Costa-Gavras. Andrzej Zulawski e Bertrand Tavernier, e teve como pares, além de Alain Delon, Yves Montad, Jack Lemmon, Michel Piccoli, Peter O’toole, Antony Quinn, Jean Claude Brialy, Jean-Louis Trintignant, dentre outros. Seu último filme foi  O bar da última esperança, de 1981. Ganhou o César (Prêmio do cinema francês) como melhor atriz em 1975 (O importante é amar) e em 1978 (Une histoire simple).

Hedy Lamarr

Posted in atrizes de Hollywood, Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , , , , , , on 06/04/2014 by ilustratordesign

TonyStudio
Hedy Lamarr, nome artístico de Hedwig Eva Maria Kiesler, nasceu em Viena, no dia 9 de Novembro de 1913 e faleceu em Altamonte Springs, no dia 19 de Janeiro de 2000. Foi uma atriz norte-americana nascida na Áustria. Uma das mais belas atrizes da história do Cinema, na Europa ficou famosa ao aparecer nua num filme de 1933. Em Hollywood, seu papel mais famoso foi o de Dalila, no filme Sansão e Dalila. Foi inspiração para Walt Disney desenhar a Branca de Neve, “a mais bela”, seu primeiro desenho animado de longa metragem (1937).

Olinka Berova

Posted in Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , on 24/03/2014 by ilustratordesign

Olinka Berova russian modified
Olga Schoberová ou Olinka Berova nasceu em 15 março de 1943, em Praga, República Checa. A atriz checo-americana foi muitas vezes comparada a Brigitte Bardot e  a Ursula Andress. Ela atuou em 22  filmes  checos, italianos,  americanos e alemães. Olga casou-se com Brad Harris em 16 de Novembro de 1967 e divorciou-se em 1969, com uma filha, Babrinka, chamada de “Sabrina”. Posteriormente,  casou-se com John Calley, em 30 de dezembro de 1972 e se divorciou quase exatamente 20 anos depois, em dezembro de 1992. Em 1968, ela apareceu em The Vengeance of She sob o nome “Olinka Berova”, e usou esse nome por vários filmes.