Arquivo de dezembro, 2013

Maureen O’Hara

Posted in atrizes de Hollywood, Atrizes Europeias Não de Hollywood with tags , , , , , , , , , , , , on 04/12/2013 by ilustratordesign

Maureen O’Hara
Maureen O’Hara (nascida em 17 de agosto de 1920, em Dublin) é uma atriz e cantora irlandesa. A bela jovem de cabelos vermelhos ficou conhecida por interpretar heroínas fortes e apaixonantes com notável sensibilidade. Trabalhou diversas vezes com o diretor John Ford e com John Wayne, seu amigo de longa data. Sua autobiografia, intitulada ‘Tis Herself, foi publicada em 2004 e tornou-se um best-seller do New York Times .Em 1938, ela fez uma ponta em seu primeiro filme (Kicking the Moon Around), em Londres. No ano seguinte contracenou com Charles Laughton em A Estalagem Maldita, de Alfred Hitchcock. Fascinado pela ruiva de olhos verdes, Laughton levou-a para Hollywood, onde voltaram a atuar juntos no clássico O Corcunda de Notre Dame, baseado na obra de Victor Hugo. O’Hara entrou para a história do horror como a mais sedutora intérprete de Esmeralda nas telas. Foi a favorita de John Ford, que dirigiu-a em Como Era Verde o Meu Vale (1941) e A Paixão de uma Vida (1955), além de Rio Bravo (1950), Depois do Vendaval (1952, com seus irmãos Sean McClory e Charles FitzSimons) e Asas de Águias (1957), nos quais formou par romântico com John Wayne, ao lado de quem fez também Quando um Homem É Homem (1963) e Jake Grandão (1971). Após 20 anos longe das telas, retornou em Mamãe Não Quer Que Eu Case (1991) e atuou em alguns telefilmes.

Virna Lisi

Posted in Ator Europeu, atrizes de Hollywood with tags , , , , , , , , on 03/12/2013 by ilustratordesign

a Virna Lisi
Nascida Virna Lisa Pieralisi, em Ancona, Marche, Itália, no dia 08 de Setembro de 1937, Virna Lisi é uma atriz vencedora do César. Nos anos 50, fez teatro. Durante os anos 60, fez comédias e também participou de produções na TV.  Em Hollywood, os produtores buscavam uma nova figura com o tipo de Marilyn Monroe e por isso ela acabou fazendo as comédias “How to Murder Your Wife” (1965) e “Not with My Wife, You Don’t!” (1966).  Chegou a ser chamada para fazer o papel de “Barbarella” (1968) mas não aceitou. Para apagar a imagem de mulher sedutora, Virna Lisi procurou por novos papéis, de mulher má ou amante mais velha. A partir daí, fez, entre outros filmes, “Casanova 70″ , “Le bambole” (1965),“Arabella” (1967) e “Le dolci signore” (1968). Pelo filme “La Reine Margot” (1994), Lisi ganhou os prêmios César e o de Cannes.  Em 2002, Lisi estrelou seu último filme “Il più bel giorno della mia vita”.