Arquivo para 01/12/2012

Paulette Goddard

Posted in atrizes de Hollywood with tags , , , , , , , , , , , , on 01/12/2012 by ilustratordesign

Paulette Goddard color odified
Nascida Pauline Marion Goddard Levy em Nova Iorque, no dia 03 de junho de 1910 e falecida em Ronco sopra Ascona, no dia 23 de abril de 1990, Paulette Goddard foi uma atriz americana. Os anos 40 foram o período em que Paulette mais trabalhou. Ela atuou e foi dirigida por Chaplin em “The Great Dictator” (1940); no filme de 1942, “Reap the Wild Wind”, de Cecil B. DeMille; e contracenou com Burgess Meredith em “The Diary of a Chambermaid”, de 1946.  Foi indicada ao Oscar na categoria de “Melhor Atriz Coadjuvante” por “So Proudly We Hail!”, de 1943. Ela só voltou a filmar mais uma vez, em 1972, o filme para televisão The Snoop Sisters.

Brigitte Bardot

Posted in atrizes de Hollywood, Atrizes Europeias Não de Hollywood, cantora with tags , , , , , , , , , , , , on 01/12/2012 by ilustratordesign

brigitte bardot style blue
Brigitte Anne-Marie Bardot, Paris, 28 de Setembro de 1934, é uma atriz e cantora francesa. Conhecida mundialmente por suas iniciais, BB, é considerada o grande símbolo sexual dos anos 1960. Tornou-se ativista dos direitos animais, após se retirar do mundo do entretenimento e se afastar da vida pública.
Em 1962, filmou com Louis Malle e Marcello Mastroianni Vida Privada, um filme quase autobiográfico sobre uma celebridade do cinema sem vida pessoal, graças a perseguição constante da imprensa. Pouco depois deste filme, BB retirou-se da vida agitada das metrópoles europeias para uma vida de semi-reclusão, mudando-se para uma mansão  em Saint Tropez, no sudoeste da França. Em 1963 estrelou o aclamado filme de Jean-Luc Godard, O Desprezo, e pelo resto da década, seu mito de ícone sexual foi alimentado por filmes como Histórias Extraordinárias, com Alain Delon, Viva Maria, com Jeanne Moreau e As Noviças, com Annie Girardot, entre outros, além de vários musicais de televisão e gravações de discos produzidos por Serge Gainsbourg. Em 1973, pouco antes de completar quarenta anos, Brigitte anunciou que estava encerrando sua carreira. Após mais de cinquenta filmes e de gravar dezenas de discos, ela recolheu-se a La Madrague definitivamente, escolheu usar a fama pessoal para defender os direitos animais e tornou-se vegetariana.